Palácio da Cultura Sônia Cabral

Espaço cultural da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), dedicado a apresentações artístico-culturais.

Conhecido também como a antiga sede da Assembleia Legislativa, o Palácio da Cultura Sônia Cabral fica ao lado do Palácio Anchieta, no Centro de Vitória. O lugar é destinado a produção cultural capixaba, contando com sala de concertos (com capacidade de 206 lugares), salas de ensaios, camarins, área administrativa e serviços, todos bem distribuídos nos três andares do edifício. O imóvel também foi adequado para acessibilidade, com banheiros adaptados em todos os andares e elevador com acesso aos três pavimentos. 

Foi construído em 1606 e abrigava de início, a antiga Igreja de Nossa Senhora da Misericórdia. Em 1912, o prédio foi remodelado pelo arquiteto André Carloni, no governo de Jerônimo Monteiro (1908-1912), com a finalidade de se construir uma sede para a Assembleia Legislativa. Este novo espaço faz parte do Programa de Preservação e Revitalização do Patrimônio Cultura, que é integrante do Plano Estratégico de Ação e Política Cultural do Governo do Estado, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

O nome do Palácio da Cultura é uma homenagem à pianista Sônia Cabral, que fundou a Orquestra Filarmônica do Espírito Santo, hoje Orquestra Sinfônica. A pianista, falecida em março deste ano, também foi diretora da Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames) e contribuiu para o desenvolvimento da cultura e – principalmente – da música no Estado.

Instrução Normativa | 001/2017 | Palácio da Cultura Sônia Cabral 

Instrução Normativa

Anexo I | Formulário de Inscrição 

Anexo II | Termo de Autorização de Uso de Imóvel Público 

Anexo III | Rider Técnico 

Ata da Comissão | Instrução Normativa Palácio da Cultura Sônia Cabral - 001/2017 AQUI.

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard