BIB Transcol

Com o desejo de possibilitar o acesso à leitura a um número diverso e mais amplo de cidadãos capixabas, a Biblioteca Pública do Espírito SantoBPES -, por meio da Secretaria de Estado da CulturaSECULT -, propôs a formação de uma parceria entre o Governo do Estado, o terceiro setor e a iniciativa privada, dando origem ao Projeto Biblioteca TRANSCOL. Formou-se a parceria entre a SECULT e a CETURB-GV em 2007 com a instalação de uma biblioteca itinerante em um terminal de ônibus do Sistema Transcol, cujo acervo circularia cada dia da semana por cada um dos terminais rodoviários da Grande Vitória.

Mas o projeto Biblioteca Transcol foi muito além.  Ele evoluiu e, em vez de uma única biblioteca para todos os terminais, optou-se pela instalação de bibliotecas fixas em cada um dos terminais rodoviários da região metropolitana da Grande Vitória. Tendo sido criada inicialmente no terminal de Laranjeiras, no município de Serra, em 15 de agosto de 2007, a Biblioteca Transcol tem atendido desde então a grandes parcelas da população que têm pouco acesso aos bens culturais.  Em março de 2008 foram lançadas as bibliotecas dos terminais de Itacibá (Cariacica) e Ibes (Vila Velha). O projeto se amplia e se estende, a partir de março de 2008, para outros terminais. São eles: Itacibá, em Cariacica; Ibes, em Vila Velha; e Campo Grande e Jardim América, em Cariacica, tendo sido essas duas últimas bibliotecas implantadas em 15 de abril e 22 de agosto de 2009, respectivamente, a partir do novo sistema web.  

Atualmente, a BibTranscol atende à população que circula diariamente em todos os terminais de ônibus do Sistema Transcol composto por 10 terminais rodoviários localizados nos municípios da Grande Vitória, a saber: no município de Serra temos os Terminais de Jacaraípe, Laranjeiras e Carapina; no município de Vila Velha temos os Terminais de Vila Velha,  Itaparica, Ibes e São Torquato e no município de Cariacica temos os Terminais de Jardim América, Itacibá e Campo Grande. O número de pessoas que usam os Sistema Transcol mensalmente está em torno de 15.506.463 de usuários somados os 10 terminais, sendo uma média de 1.550.646 por terminal. O modelo evoluiu para estações climatizadas, com acesso a bibliotecas digitais funcionando com dois computadores que permitem aos associados acesso gratuito à internet banda larga.

A relevância social da Biblioteca Transcol, um dos projetos da Divisão Itinerante da Biblioteca Pública do Espírito Santo – BPES -, se verifica pelos resultados obtidos ao longo de 10 anos, desde sua implantação.

Desde seu lançamento até o mês de fevereiro de 2017 foi realizado o cadastramento de 22.282 usuários, que diariamente circulam por esses terminais usufruindo no local de leitura de periódicos e realizando empréstimo de livros. A média desses empréstimos é de 1.685 livros mensalmente. O total de empréstimos nesse período ultrapassa a marca de 165.378 somados os números dos 10 terminais.

A sociedade atual passa por profundas transformações. As modernas tecnologias invadiram nosso cotidiano de forma extraordinária numa velocidade vertiginosa. Ao mesmo tempo as pesquisas apontam o paradoxo de uma questão sempre emergente e desafiadora: a ausência da prática de leitura na vida cotidiana do povo brasileiro. O elevado preço dos livros, o baixo poder aquisitivo da população, a carência de investimentos nas bibliotecas públicas, a falta de bibliotecas comunitárias na maioria dos bairros periféricos dos municípios são obstáculos que dificultam o acesso da população capixaba à leitura. No Espírito Santo a Biblioteca Transcol tem sido capaz de ajudar a modificar esse cenário, uma vez que visa atender justamente à parcela da população com pouco acesso aos bens culturais.

A população que circula diariamente pelos terminais de ônibus do Sistema Transcol tem a oportunidade de ter acesso aos livros, ampliando as formas de entretenimento e lazer e as possibilidades de obter informação e conhecimento. Tornando o livro e a biblioteca acessíveis, contribuímos para que o acesso à informação e ao conhecimento seja de fato um dos mais eficientes investimentos para o desenvolvimento e a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard