11/04/2018 16h06 - Atualizado em 12/04/2018 13h10

Um olhar (histórico) infanto-juvenil e outras surpresas em novo longa metragem capixaba

Momentos curiosos da história capixaba retratados sob uma lúdica e imperdível aventura infanto-juvenil. Estas e outras surpresas são o que o público pode esperar de Marraia, longa-metragem de ficção contemplado pelo Funcultura por meio do Edital Nº 033/2017 - Produção de Longa-metragem Ficção da Secult e que entra agora em sua fase de pré-produção. O filme – que terá direção de Diego Scarparo e roteiro do escritor Jovany Sales Reyque – é uma adaptação para o cinema do romance “Marraia, à vera ou à brinca”, do escritor cachoeirense José Marcelo Grillo.

 Ambientado em Burarama, distrito de Cachoeiro de Itapemirim, no final de década de 1960, Marraia gira em torno das peripécias de Marcelo, um garoto de 10 anos  que se vê em voltas a um desafio de bolinha de gude.  A partir do ponto de vista desta brincadeira, diversos personagens expõem seus universos simbólicos pela região. É neste cenário que situações surpreendentes são um toque a mais na narrativa da obra:   vivenciam desde situações com remanescentes da Ação Integralista Brasileira (AIB) no Brasil e até mesmo a presença inusitada da Guerrilha do Caparaó, movimento de guerrilha armada de resistência contra  a ditadura militar pelas localidades próximas de Burarama.

   De acordo com o diretor Diego Scarparo (foto), o roteiro foi elaborado a partir de uma construção cinematográfica bem direcionada: um filme para as crianças, feito com a visão e a responsabilidade  de um diretor que está realizando seu sonho de infância.  “Será um filme infanto-juvenil. Uma aventura de habilidade e a sempre instigante evolução do crescimento interior. O público pode esperar humor, drama, aventura e história do Brasil num simples desafio de "boleba" no interior do Estado em 1967. Um filme para criança e para a criança que há em cada um de nós” destaca Diego.

 

 Assessoria de Comunicação da Secult

Carol Veiga / Erika Piskac / Danilo Ferraz

secultes.imprensa@gmail.com

comunicacao@secult.es.gov.br

Tels.: 3636-7111/99808-7701/99902-1627

Facebook: secult.espiritosanto

Texto: Danilo Ferraz 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard