03/04/2019 14h57 - Atualizado em 03/04/2019 17h28

Secretaria de Cultura participa de reunião entre gestores e representantes de movimentos de inovação no ES

A reunião discutiu estratégias para desenvolvimento do ambiente de inovação no Estado

Representantes de movimentos capixabas de inovação e gestores do Governo do Estado participaram, na manhã desta quarta-feira (03), de reunião para discutir propostas de incremento do ecossistema inovador no Espírito Santo.

O secretário de Cultura, Fabrício Noronha, observou as semelhanças das propostas com a iniciativa desenvolvida pela Secult intitulada “ES Criativo”. “Nossa gestão tem olhado com cuidado para a economia criativa. Para fomentar o crescimento desse campo é importante esse ambiente da inovação e que os empreendedores criativos estejam conectados ao universo das startups e dos projetos apresentados pelo Vale da Moqueca”, revela.

 O secretário de Desenvolvimento, Heber Resende, comenta a importância da articulação entre os diferentes entes da sociedade. “A inovação é fruto da diversidade de pensamentos e, ao promovermos a união de visões sobre o tema, estamos dando importante contribuição para o ecossistema capixaba”.


No encontro, representantes do Movimento Vale da Moqueca (Vamo), que tem como proposta mudar e valorizar o cenário empreendedor capixaba por meio de um ambiente propício ao desenvolvimento de novos negócios, startups, eventos, ideias e turismo, apresentaram propostas para o incremento da atividade no Espírito Santo.


Fabrício Vargas, representante do Vamo, expôs algumas sugestões para ocupação da Fábrica de Ideias, área da Prefeitura de Vitória sob gestão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes), para que o espaço se transforme em um hub de inovação.


Também foram discutidas ações visando a implantação de um modelo regional do Seed – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development, uma plataforma de fomento do ecossistema de inovação em Minas Gerais.


“Esse projeto foi desenvolvido a várias mãos. Queremos criar um corredor de inovação que conecte academia, governo, iniciativa privada e empreendedores e proporcione um ambiente colaborativo de fomento às ideias, reunindo startups iniciantes, intermediárias e empresas estabelecidas. Nossa intenção é gerar a sinergia necessária para que a inovação seja fonte de mudança da matriz econômica do Espírito Santo”, diz Vargas.


A titular da Secretária de a Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti), Cristina Engel, comentou sobre os próximos passos que devemos ser tomados a partir de agora. "A ideia está lançada e temos agora que fazer a operacionalização para torná-la viável. Precisamos ter inteligência para definir os editais que serão lançados e não excluir nenhum grupo de trabalho no processo. Para isso, temos que formar um GT ágil que permita o bom desenvolvimento na construção dos objetivos e, posteriormente, de um plano de ação eficaz. As discussões dentro desses grupos devem ser amplas e abrangentes na visão estratégica, mas de tamanho adequado à agilidade das ações para que os resultados sejam rápidos e, se possível, comecem ainda este ano," destacou a secretária.

Já o diretor-presidente da Fapes, Denio Rebello, aplaudiu a ideia do corredor de inovação: “É uma excelente iniciativa, porque junta os agentes envolvidos e é de fácil implantação”, comenta.



Grupos de Trabalho


Grupos de trabalho foram criados para acompanhar o desenvolvimento das iniciativas no Espírito Santo. Cristina Engel lidera as atividades do GT que estudará a ocupação da Fábrica de Ideias, Denio Rebello assume o projeto do Corredor de Inovação e Heber Resende comanda a criação de um modelo semelhante ao Seed-MG.


“Vamos olhar também para o interior, pois é uma preocupação do governador Renato Casagrande a promoção do desenvolvimento regional de forma sustentável e equilibrada”, anunciou Resende.


Além dos secretários e do diretor-presidente da Fapes, estiveram presentes a subgerente de inovação da Secti, Michele Rudio, a gerente de Desenvolvimento e Inovação da Fapes, Luciana de Paiva, a gerente de Economia Criativa da Secult, Lorena Louzada, e o representante da Secretaria de Governo Victor Murad Filho.

Informações à imprensa
Assessoria de Comunicação da Sedes/Aderes/Ipem
Andreia Foeger
(27) 3636.9707 - 99942-9537
andreia.foeger@sedes.es.gov.br
Cintia Dias
(27) 3636.9708 - 99234-1291
cintia.dias@sedes.es.gov.br

Assessoria de Comunicação/Fapes
Mike Figueiredo
(27) 3636-1867
comunicacao@fapes.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard