05/08/2020 13h56 - Atualizado em 05/08/2020 13h57

Galeria Homero Massena lança material educativo da Mostra ‘Videografias do Meio’

A mostra aconteceu no mês de abril pelas redes sociais e transmissão da TV Educativa 

A Galeria Homero Massena (GHM) disponibilizou em seu site o material educativo da mostra ‘Videografias do Meio’, que aconteceu no mês de abril pelas redes sociais da Secult e transmissão exclusiva da TV Educativa (TVE ES).

A partir de uma curadoria feita pela equipe do educativo GHM, foram selecionados três vídeos que se costuram de forma potente elaborando questões em torno da memória, ancestralidade, território, identidade e autoimagem. Os vídeos dos/das artistas Clébson Francisco (Não fique triste, menino), Jéssica Sampaio e Yurie Yaginuma (TERRÃO) e Caio César Curvello Lessa (Auto-percurso) trazem uma perspectiva dos eixos curatoriais que foram apresentados na mostra, e se desdobram em análises pertinentes dos contextos em que nos encontramos.

Acesse o material educativo AQUI

Videografias do Meio

A mostra apresentou vídeos com temas como meio ambiente, identidade, relações entre corpo e paisagem, urbanidades e memória. As obras foram selecionadas a partir de uma chamada pública aberta pela Galeria durante o mês de fevereiro. A curadoria da mostra foi dividida em cinco eixos temáticos: Autorretratos, Ancestralidades, Urbanidades, Perfomatividades e Memórias.

Além do material educativo da mostra de vídeo, também podem ser acessados outros materiais educativos referentes a algumas exposições que aconteceram na Galeria Homero Massena.

Os programas completos da mostra ‘VIDEOGRAFIAS DO MEIO’ estão disponíveis no site da Galeria Homero Massena, na aba “Ações GHM”.  Acessem AQUI e boas reflexões!

 

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Secult

Aline Dias / Danilo Ferraz / Erika Piskac

(27) 3636-7111 / 99753-7583 / 999021627

secultjornalismo@gmail.com

comunicacao@secult.es.gov.br

https://www.facebook.com/SecultES/

https://www.instagram.com/secult.es

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard