05/01/2018 11h29

Folias celebram Dia de Reis em Cachoeiro de Itapemirim

Acompanhados de seus instrumentistas e palhaços, mestres foliões vão celebrar neste sábado (6) o Dia de Reis em Cachoeiro, na praça Jerônimo Monteiro, centro da cidade, com acordeon, violão, viola, cavaquinho, pandeiro, triângulo, chocalho, zabumba e, principalmente, devoção. Serão, ao todo, quatro grupos de Folia de Reis: Missão Divina (mestre Wilson), do distrito de Burarama, Estrela do Pôr do Sol (mestre Elias), do bairro Aeroporto, Estrela do Mar (mestre Rogério) e Estrela do Luar (mestre Romilson), ambos do bairro Zumbi. Além deles, também participará o grupo Charola de São Sebastião (mestre Izaías), da localidade de Jacu.

Organizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult), o evento terá a presença do secretário estadual de Cultura, João Gualberto Vasconcellos, dentre outros convidados. O início da programação, marcado para as 17h, acontecerá na Catedral de São Pedro, com a bênção das bandeiras dos grupos. 

Depois, eles seguem, em cortejo, até a praça, onde, em frente ao presépio montado no local, rememoram a longa jornada dos Três Reis Magos – Melchior, Gaspar e Baltazar – até a manjedoura em que nasceu o Menino Jesus. 

“Preservar as tradições culturais é um dos deveres da nossa gestão. Nossas raízes mais profundas estão na cultura popular”, considera a secretária municipal de Cultura, Fernanda Martins.

Sobre a manifestação

De origem portuguesa e ligada ao culto católico do Natal, a Folia de Reis é uma das manifestações da cultura popular mais antigas e fortes em Cachoeiro. O ciclo natalino começa em 24 de dezembro e termina no dia 6 do mês seguinte. No município, estende-se até 20 de janeiro, Dia de São Sebastião.

Durante esse ciclo, os foliões – mestres e demais instrumentistas – visitam as casas que os acolhem e fazem doações, cantando e tocando músicas de louvor a Jesus e aos Santos Reis, em volta do presépio. E cada grupo carrega sua bandeira, na qual há uma imagem do Menino Jesus, dos Reis Magos ou de São Sebastião, além de fitas e flores de plástico, tecido ou papel.

Ao chegar às moradias que os recebem, a primeira a entrar é a bandeira, que fica hasteada e todos, então, cantam a canção de chegada. Em seguida, acontecem as paradas para os almoços e jantares, oferecidos pelos donos das residências.

Já o palhaço, que também recita versos, é o responsável por abrir passagem para a Folia. Ele usa roupas coloridas, máscara e carrega um porrete. Obedecendo à tradição, porém, é o único integrante do grupo que não pode entrar nas casas visitadas. Ao sair dessas moradias, os foliões fazem cantorias de despedida e agradecimento.

Mais atrações no fim de semana: Domingo na Praça de volta

Na manhã seguinte ao Encontro de Folia de Reis, a Secretaria de Cultura e Turismo de Cachoeiro retoma no Circo da Cultura, na Praça de Fátima (avenida Beira Rio), as atividades do projeto Domingo na Praça, após breve recesso de fim de ano. As famílias que passarem pelo local, entre 8h e 12h, poderão se divertir com as brincadeiras do Palhaço Beleza.

Fonte:Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim http://www.cachoeiro.es.gov.br/

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard