22/03/2019 10h47 - Atualizado em 22/03/2019 10h58

Curta-metragem capixaba Guri expõe racismo na infância

O filme será lançado na próxima terça-feira (26), às 19 horas, no Cine Metrópolis, na Ufes.

Uma reflexão sobre a infância na perspectiva da criança negra. Essa é a temática do curta-metragem Guri, de Adriano Monteiro, que será lançado na próxima terça-feira (26), às 19 horas, no Cine Metrópolis, campus da Ufes, em Vitória. Após a exibição haverá bate-papo com o diretor, elenco e convidados. Guri é um projeto de curta-metragem contemplado pelo Edital 029/2017 do Fundo de Cultura – Funcultura, da Secretaria de Estado da Cultura. 

O filme conta a história de Victor, um menino de 12 anos que sonha em vencer um campeonato de Bolinha de Gude em seu bairro. Partindo da brincadeira de criança, curta-metragem de ficção, que tem direção e roteiro de Adriano Monteiro, apresenta uma família negra de periferia, formada por Victor e a mãe, Madalena, que precisa lidar com a condição social e os preconceitos raciais que estão sujeitos. 

A história, que tem como cenário a Barra do Jucu, em Vila Velha, narra as aventuras de um garoto negro de periferia que encontra na música os principais referenciais estéticos e de negritude. Ele adota um corte de cabelo Black Power, que chama atenção entre seus colegas. Victor é um pré-adolescente normal, que entre uma música e outra, também gosta de desenhos animados e jogar futebol, mas o que mais curte de brincar é o jogo de bolinha de gude.

A produção aborda uma das brincadeiras infantis que marcou época e quase não é mais vista nos dias de hoje. Por outro lado, o curta propõe importante reflexão sobre a infância da perspectiva da criança negra, além de contribuir para o debate do racismo na infância, naturalizado através de piadas e “brincadeiras”, e ainda, valorizar as representações de personagens negros e negras no cinema capixaba.

A produção ainda pretende distribuir o filme para utilização pedagógica nas escolas, como menciona o diretor. “O filme ao privilegiar um elenco composto em sua maioria por crianças, quer tocar em um tema delicado que é o racismo na infância e fomentar esse debate na família, na escola e em outras instâncias da sociedade”, afirma Adriano Monteiro. 


Elenco:

Wesley Silva (o personagem principal, Victor); Rejane Faria (a mãe, Madalena); Joaquim Marques (Xande); Lucas Ricardo (Lucas); Kauã Golfeto (Kauã), Marina Maciel (Marina) e Assiria Vitória Fernandes (Gabriela).

Participação especial:  Markus Konká (Dindó); Margareth Galvão (a diretora da Escola) e Leonardo Patrocínio (professor).

 

  Informações Gerais:

Sessão Especial de Lançamento
Curta-metragem Guri (Direção e roteiro Adriano Monteiro)
Data: 26/03 às 19h 
Local: Cine Metrópolis ( UFES) 
Sessão de Abertura: Websérie Palavra Negra
Apoio Cultural: Secult/ES. Realização: Bule – Estúdio Criativo.


Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Secult
Aline Dias/ Danilo Ferraz/ Erika Piskac
(27) 3636-7111/99808-7701/99902-1627
secultjornalismo@gmail.com
comunicacao@secult.es.gov.br
Facebook: secult.espiritosanto
Instagram: secult.es
Twitter: secultes

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard