16/05/2018 14h02

Cineclube Afoxé: encarceramento feminino é tema da nova sessão nesta quinta (17)

No mês de maio, o Cineclube Afoxé faz sua segunda exibição, dessa vez na Casa Porto das Artes Plásticas, na quinta-feira (17), às 19 horas. O tema da sessão é a situação das mulheres encarceradas no Brasil, abordado pelos documentários “Diários de classe” e “C(elas)”, que serão apresentados conjuntamente.

Entre os anos de 2000 e 2016, a população de detentas no país aumentou 698%, chegando a 44.721 presas, de acordo com os dados mais recentes do Governo Federal. Essa população é majoritariamente composta por negras e pobres e responde por crimes relacionados ao tráfico de drogas.

“Diários de classe” é uma produção baiana que utiliza as salas de aula de alfabetização de adultos para narrar o cotidiano de uma empregada doméstica, uma mãe encarcerada por tráfico de drogas e uma adolescente transexual para resistir a um sistema que insiste em apagar as suas vidas. A direção é de Maria Carolina da Silva e Igor Souza.

“C(elas)” é uma produção capixaba da diretora Gabriela Santos Alves. A produção traz relatos de mulheres que foram presas após cometer crimes em meio aos meses finais da gravidez e narra de uma forma direta a realidade desta vivência no sistema carcerário do estado. 

Após a exibição, uma roda de conversa vai debater com a plateia temas suscitados pelos filmes. Com a mediação da diretora do coletivo Afoxé, Marilene Pereira, a roda de conversa contará com a participação da diretora do filme “C(elas)”, Gabriela Alves, da socióloga Munah Malek, da advogada Patrícia Silveira e da militante Valquíria Santos.

O Cineclube Afoxé é um dos projetos contemplados no ano passado pelo Edital de Desenvolvimento e Manutenção do Cineclubismo da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). Promovido pelo Coletivo Afoxé – que reúne mulheres negras capixabas – o Cineclube Afoxé exibe, em diferentes espaços públicos ou culturais da região do centro de Vitória, filmes de diretoras ou que tratem das condições de vida das mulheres negras. As sessões ocorrem periodicamente, ao longo de 2018, em praças, escadarias e outros espaços públicos ou culturais, promovendo o debate acerca das temáticas presentes nos filmes e na realidade do Espírito Santo.

  SERVIÇO

Data: quinta-feira (17)

Horário: 19 horas

Local: Casa Porto das Artes Plásticas. Endereço: Praça Manoel Silvino Monjardim, 66, Centro de Vitória.

Filmes: “Diários de Classe” e “C(elas)”

Entrada franca.

 

Sobre os filmes

 “Diários de Classe”, de Maria Carolina da Silva e Igor Souza

(Documentário, 76 min, 2017)

Frequentando salas de aula de alfabetização de adultos, uma empregada doméstica, uma mãe encarcerada por tráfico de drogas e uma adolescente transexual resistem a um sistema que insiste em apagar as suas vidas.

 

 “C(elas)”, de Gabriela Santos Alves

(Documentário, 18 minutos, 2017)

Os meses finais da gravidez e os primeiros após o nascimento de um bebê são experiências únicas na vida de uma mulher. E quando esse cotidiano é vivido dentro de uma penitenciária? 

 

Sobre a roda de conversa

 

Gabriela Santos Alves é Professora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), é uma das realizadoras do Cineclube e da Mostra Feministas de Quinta e da Mostra Tereza de Benguela. Dirigiu e roteirizou o curta metragem C(elas).

 

Munah Malek é socióloga e mestra em História Política. Suas áreas de interesse são: História da escravidão e pós-abolição; História dos negros no Espírito Santo; feminismo decolonial e interseccional; meio urbano. Faz parte do Fórum de Mulheres do ES. Trabalha com pesquisa e é proprietária da Livraria Don Quixote.

Samantha Leal Fraga é advogada, especialista em Direito Penal e Processo Penal.

Valquíria Santos é professora, servidora pública e life coach. Área de atuação: serviço público, ações afirmativas, formações e capacitações em educação para relações raciais para jovens e coletivos.

Marilene Pereira é administradora, docente de educação profissional  e produtora cultural. Atuação no Movimento Negro ligado as mulheres negras. Diretora do Coletivo Afoxé, integrante do Núcleo Estadual das Mulheres Negras do Espírito Santo, coordenadora do Núcleo Impulsor da Marcha das Mulheres Negras no ES e integrante do MNU.

 

Informações à imprensa:

 Assessoria de Comunicação da Secult

Carol Veiga / Erika Piskac / Danilo Ferraz

secultes.imprensa@gmail.com

comunicacao@secult.es.gov.br

Tels.: 3636-7111/99808-7701/99902-1627

Facebook: secult.espiritosanto

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard