09/01/2019 09h41 - Atualizado em 09/01/2019 17h17

Projeto “O som de Monte Alegre” evidencia a cultura quilombola em Cachoeiro

Os jovens da comunidade Quilombola de Monte Alegre, no interior de Cachoeiro de Itapemirim, terão a oportunidade de aprender mais sobre sua história e os costumes de seu povo. As edições do projeto “O som de Monte Alegre” ocorrerão mensalmente e são totalmente gratuitas e abertas à visitação popular. O encontro de janeiro acontece neste sábado (12), às 19h, em Monte Alegre. O projeto foi contemplado pelo Funcultura, da Secretaria de Estado da Cultura – Secult, por meio do Edital 13/2017 – Seleção de Projetos Culturais de Educação Patrimonial no Estado do Espírito Santo.

 Uma vez por mês, até agosto, será realizada uma roda de conversa entre as antigas mestras do caxambu – Maria Laurinda Adão, Adevalmira Adão Felipe e Neuza Gomes Ventura – e os novos integrantes do grupo. Ao final da conversa, será realizada uma roda de caxambu, onde as crianças e os adolescentes terão um momento prático de aprendizagem. “A realização do caxambu tradicional e as histórias das experiências já vividas pelas mestras dizem muito sobre o ‘tempo do cativeiro’ (como eles se referem à época da escravidão no Brasil) e os processos de resistência desta comunidade”, afirma Genildo Hautequestt Filho, coordenador técnico do projeto. 

Tradição

 É em Monte Alegre onde está em atividade, até os dias de hoje, o grupo de caxambu Santa Cruz, que tem mais de 130 anos de fundação e é certificado pelo IPHAN como Patrimônio Imaterial do Brasil. O tradicional grupo é comandado há mais de 50 anos pela mestra Maria Laurinda Adão, e conta com a participação de vários moradores da comunidade. O ponto alto dos festejos do Santa Cruz ocorre anualmente em 13 de maio, quando é realizada no local a festa “Raiar da Liberdade”, em que o grupo, juntamente com seus convidados, celebra o fim da escravidão no país.

 

 Serviço:

Projeto “O som de Monte Alegre”

Data: sábado, 12 de janeiro.

Horário: 19h

Local: Seguir pela BR482 (sentido Cachoeiro x Alegre) e virar à direita no trevo de Burarama. Após a sede do Incaper, virar à direita e seguir por mais 8 km de estrada não pavimentada (que passa por dentro da Floresta Nacional de Pacotuba) até a comunidade de Monte Alegre.Entrada franca.

Mais informações:

www.facebook.com/associacaofolclorecachoeiro

Tel.: (27) 99915-2453 – Genildo Coelho Hautequestt Filho

 

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Secult

Aline Dias/ Danilo Ferraz/ Erika Piskac

secultes.imprensa@gmail.com

comunicacao@secult.es.gov.br

Tels.: 3636-7111/99808-7701/99902-1627

Facebook: secult.espiritosanto

 

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard