20/11/2019 17h48 - Atualizado em 27/11/2019 14h29

Programa ES + CRIATIVO promove criatividade capixaba

Primeiras ações do programa já trazem inovação para o setor.

Lançado na última quinta-feira (14), o Programa ES + CRIATIVO abriu os trabalhos com um seminário e um ciclo de hackathons. O objetivo foi oferecer treinamento e capacitação para solucionar os desafios de empreendedores culturais. A iniciativa da Secretaria da Cultura (Secult) visa aumentar a renda de capixabas por meio de atividades criativas, como artes, arquitetura, gastronomia, design e artesanato.

Nos hackathons (palavra em inglês que mistura os termos hacker e maratona), os participantes foram convidados à prática, participando de uma metodologia que propõe a solução de um desafio em grupo. Já no seminário de Economia Criativa, que teve 370 inscritos, os participantes conheceram casos reais em que a criatividade impulsionou empreendimentos. 

Depoimentos

Realizados em diversos pontos da capital, o Ciclo de Hachakhatons trouxe os temas como Tecnologia e Inovação, Conectividade e Presença Digital, Exportação, Impacto Social, Territórios Criativos, Rede Empreendedora. Cada hackhathon foi coordenado por um empreendedor que propôs um desafio ligado ao setor cultural, para que os participantes elaborassem soluções nos mais variados segmentos culturais e artísticos.

De acordo com a coordenadora do hackathon “Novos Modelos de Negócios e Mercado”, e a agente de Inovação no programa Startup Rio, Ivana Beltrão, os empreendedores criativos mesmo com experiências diferentes, possuem quase os mesmos problemas, incluindo as dificuldades na gestão de negócios.

“É preciso formar a ideia de como você pode e deve procurar parceiros em diversas iniciativas para te apoiar a reduzir os seus custos, sem contar a divulgação de suas iniciativas. E na ideia dos novos modelos de negócios culturais de quanto mais o participante poder compartilhar as suas dificuldades mais consegue engajar e criar uma rede sustentável de parceiros”, destaca.

Participante deste eixo temático, o estudante de jornalismo e coordenador do Coletivo L.A.C.R.E, Thiago Soares Damasceno, afirmou que as lições sobre o que é um plano de negócios irão auxiliar as futuras ações do seu projeto.

“Para mim foi algo inédito saber que um plano de negócios vai ajudar a subsidiar recursos financeiros e materiais. Aprendemos que há menos gasto com a colaboração entre nós, além de procurar apoio e parcerias com setores públicos e privados. Estar presente nestas atividades dos hackathons foi muito importante por todos compartilharem ideias, saberes e novidades”, ressalta. 

De acordo com fundadora da Connecting Dots, empresa que faz intercâmbio cultural entre Brasil e Portugal, e coordenadora do hackathon Exportação, Anabela Cunha, a ação colaborativa é um modo inovador diante de antigas práticas do mercado.

“São vários passos para que a exportação de um produto cultural seja bem sucedida. E inovar é tão importante quanto saber como funciona o mercado, os idiomas, o mapeamento do seu negócio, a formalização da equipe, o design dos seus produtos e até o conhecimento de divulgação. Tudo está conectado com os novos mercados”, ressalta Cunha.

Para o músico Nano Viana a metodologia trouxe um aprendizado: “Uma artista cuida da música, outro do local do show, da divulgação, outro da gastronomia ou de uma bebida especializada, e assim vai. Estamos apresentando ideias e assim organizando em conjunto uma estratégia de como vender e exportar o que temos de melhor, em que todos podem contribuir gerando menos gastos”.

ES+CRIATIVO

No lançamento do Programa ES+CRIATIVO, realizado Palácio Anchieta, em Vitória, na noite da quinta-feira (14), a professora e pesquisadora da Universidade Estadual do Ceará (UECE), Cláudia Leitão, enfatizou durante a palestra “Panorama da Economia Criativa”, de como o programa ES + Criativo será uma ferramenta para que diversas iniciativas de pequenos empreendedores possam se agrupar em uma rede de negócios comunitário.

 “O segmento da economia criativa consegue ampliar o sentido de cidadania, ampliando a autoestima da própria comunidade. O programa ES + Criativo consegue conectar esses atores criativos possibilitando criar todo um elo de empreendedorismo, sem contar que traz paz nos territórios”, destacou.

Informações à imprensa

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Secult

Aline Dias / Danilo Ferraz / Erika Piskac

(27) 3636-7111/99753-7583/999021627

secultjornalismo@gmail.com

comunicacao@secult.es.gov.br

https://www.facebook.com/SecultES/

https://www.instagram.com/secult.es/

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard