13/06/2018 13h47

Bloomsday: Biblioteca Pública homenageia o escritor James Joyce neste sábado (16)

As divagações e andanças do protagonista Leopold Bloom, do livro “Ulisses”, escrito pelo irlandês James Joyce, deram origem à celebração literária comemorada mundialmente em 16 de junho, o “Bloomsday”. Inserido no calendário cultural de vários países, fãs e admiradores do romance se reúnem, anualmente, para festejar tamanha contribuição do irlandês para a arte do século XX.

Não querendo ficar de fora da celebração, a Biblioteca Pública do Espírito Santo promoverá, neste sábado (16), a partir das 9 horas, o “Bloomsday: Um Café com Joyce”, com palestra de Caetano Galindo, o mais recente tradutor da obra, e debate com a participação de Wladimir Cazé, Wilson Coêlho e Alessandro Darós. Haverá a leitura de trechos da obra, bem como uma posterior conversa sobre a contribuição de Ulisses para a modernidade.

A homenagem ao escritor apareceu no Brasil a partir de 1994, mas só chegou a Vitória em 2009. Por todo o mundo, o Bloomsday é o único dia inteiramente dedicado a um personagem literário, com encontros que vão de rodas de leitura até a caracterização de admiradores com as vestimentas da época.

  O evento também inaugurará a exposição “James Joyce”, elaborada por Wilson Coêlho, com cartazes sobre o autor e sua produção. O trabalho ficará disponível para visitação até 31 de julho, das 9 às 19 horas, de segunda a sexta.

A obra

  Publicado em 1922, o romance Ulysses, de James Joyce, é uma paródia de “A Odisseia”, de Homero. O personagem principal representado por Leopold Bloom, um agente de publicidade da cidade de Dublin, tem seu dia retratado durante 16 horas do dia 16 de junho de 1904. O objetivo é simplesmente retornar ao fim do dia para a casa e para a esposa, entretanto, várias situações surreais atrapalham o percurso, que é interrompido por pessoas incomuns e cenas pitorescas.
Desde então, o romance é considerado inovador e experimental por muitos estudiosos da literatura, rompendo, sobretudo, em termos narrativos e linguísticos dos habituais recursos literários da época. Joyce utiliza ao longo do livro o chamado “fluxo de consciência”, técnica de escrever simulando a ordem dos pensamentos, retratando fielmente a imaginação do personagem em diversas quebras de narrativa.

  Servico:
Bloomsday: Um Café com Joyce
Data: 16 de junho de 2018, sábado
Horário: 9hrs
Local: Biblioteca Pública do Espírito Santo
Endereço: Av. João Batista Parra, 165, Enseada do Suá, Vitória - ES
Telefone: (27) 3137-9349
Entrada franca.
Texto: Maria Fernanda Conti
Estagiária de Comunicação da Biblioteca Pública Estadual.

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Secult
Carol Veiga / Erika Piskac / Danilo Ferraz
secultes.imprensa@gmail.com
comunicacao@secult.es.gov.br
Tels.: 3636-7111/99808-7701/99902-1627
Facebook: secult.espiritosanto

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard