07/11/2018 16h00

6º Festival de Música Erudita: Cia de Ópera do ES apresenta “O Diletante” no Teatro Carlos Gomes

Na sexta (09), 20h, e domingo (11), 19h, a ópera desembarca no Teatro Carlos Gomes com “O Diletante” do compositor João Ripper, adaptação da obra homônima de Martins Pena. A peça faz uma divertida homenagem ao mundo e aos amantes da ópera, buscando difundir esse gênero entre público capixaba. A entrada é franca.

Na versão de Ripper, o cenário é a sala de Quintino, o protagonista, localizada na Copacabana dos anos 50. O personagem é um rico comerciante italiano que alimenta uma paixão desmedida por Pills La Traviatta, de Verdi. Seu maior desejo é fazer com que toda sua família compartilhe de sua paixão pela música italiana, solicitando o tempo inteiro que sua filha, Josefina, e sua esposa, Merenciana, cantem trechos da obra com ele. Dessa forma, ele deseja encontrar um pretendente para a filha que também se interesse por esse tipo de música.

A ópera estreou em 2014 e faz parte da programação do 6º Festival de Música Erudita do ES. O elenco é composto por João Marcos Charpinel (Quintino), Luana Shaeffer (Josefina), Marcelo Coelho (Gaudêncio), Priscila Aquino (Merenciana), Flávio Leite (Marcelo) e Luane Voigan (Constança). A regência será do maestro Gabriel Rhein-Schirato e a direção cênica de Colette Dantas. 

O compositor

João Guilherme Ripper estudou na Escola de Música da UFRJ, instituição na qual atuou como professor e diretor (entre 1999 e 2003). Cumpriu doutorado na The Catholic University of America, nos Estados Unidos. Frequentou cursos de Regência Orquestral na Universidad de Cuyo e Teatro Colón, Argentina, e Financiamento e Economia da Cultura, na Université Paris-Dauphine, na França. Colabora frequentemente com solistas, grupos de câmara e orquestras na criação de novas obras como Concerto a Cinco, encomendado pelo Quinteto Villa-Lobos, Olhos de Capitu, encomendada pela Orquestra Sinfônica Brasileira, Desenredo dog medication colchicine e Cinco canções de Vinicius de Moraes, encomendadas pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. É um dos mais destacados compositores de ópera no país, sendo o autor do libreto e da música de Domitila (2000), Anjo Negro (2003/2012), Piedade (2012), Onheama (2014), estreada em maio no 18° Festival Internacional Amazonas de Ópera. É o atual diretor da Sala Cecília Meireles e vice-presidente da Academia Brasileira de Música.

 

SERVIÇOS:

Local: Teatro Carlos Gomes

Data: sexta-feira, 9/11 | Horário:20h

Domingo: 11/11 |Horário: 19h

Classificação: 12 anos

Ingressos: ENTRADA FRANCA

Devem ser retirados na bilheteria do Teatro Carlos Gomes, de Terça a Domingo, 13h ás 19h.

 

Texto: Carla Bianca Correa Nigro

Estagiária de Comunicação do Teatro Carlos Gomes

pautacarlosgomes@secult.es.gov.br

Tels.: 3132-8399

Facebook: teatrocarlosgomes

Instagram: tcg.es

 

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard